Postagem:

Por que a diferença de valor e preço?

21 de Outubro de 2018 - @Demétrius Löblein


Muito se tem falado ultimamente sobre os valores cobrados nos serviços de personagens vivos e animação de festas; de certa forma é algo relativo, levando em conta que cada um sabe o valor que tem, e os valores mencionados aqui são meramente para dar números aos exemplos e podem não refletir a realidade exercida em serviços prestados nas categorias mencionadas.

Pontos muito importantes e acho que devem ser levados primordialmente em conta é o tipo de serviço, duração e qualidade.
Outros pontos talvez não sejam tão relevantes para o valor mas sim agregam preço! Percebam que falei agregam preço e não valor! Preço é o que o seu cliente paga, e valor é o que o seu cliente leva; ou seja, pode ser que o serviço que seu cliente esteja recebendo seja inferior ao que ele pagou ou que este serviço realmente venha a valer muito mais do valor que ele pagou.
Vamos ilustrar um exemplo levando em média um preço cobrado por serviços ditos Animadores Fantasiados e Cosplayers Personagens Vivos.

No Primeiro exemplo os pais de uma criança contrata o Homem de Ferro para a festa de seu filho. O Homem de Ferro cobra R$ 150,00 (cem reais) para ficar uma hora no evento; traja uma fantasia que comprou por R$ 250,00, não tem experiência e trato com crianças mas, compre seu papel, posa para fotos, abraça as crianças e sai. Claro que será um plus no evento, mas não deixa de ser uma pessoa a mais no evento com o diferencial de estar fantasiada.
Por outro lado no segundo exemplo Os Pais os pais de uma criança contratam O Homem de Ferro para a festa de seu filho. O Homem de Ferro cobra R$ 300,00 (trezentos reais) para ficar uma hora no evento; traja uma armadura que comprou por R$ 3.800 (três mil e oitocentos reais), tem anos de experiência em eventos com crianças. Anima a festa, puxa os parabéns, posa para fotos. Para as crianças não é um “Tio” fantasiado, para as crianças é o “Homem de Ferro”, não apenas mais um no evento, passa a ser o item mais importante do evento; é o item que vai fazer a criança e convidados nunca mais esquecerem do evento. (Como foi a festa? - Nossa tinha o Homem de Ferro!). O primeiro exemplo o cliente comprou pelo preço, e no segundo exemplo o cliente comprou pelo valor.
E sim o exercício contínuo de um dos exemplos se reflete no mercado em relação ao outro. Quanto mais serviços de baixa qualidade aparecem, mais caros os serviços de boa qualidade tendem a parecer. E quando mais serviços top aparecem, mais os serviços de baixa qualidade tendem a parecer desqualificados. Isto não é uma tendência, é a realidade de todo mercado.
Há mercado para ambos, não temos até o momento crise na area de personagens vivos, o mercado só tem aumentando e se diversificado cada vez mais, cada novo filme da Disney ou desenho novo na televisão pode gerar mais personagens; e se levar em conta que 80% do serviços é para o público infantil , isso aumenta ainda mais as probabilidades de crescimento de mercado.

Em pessoal opinião, considero que deve ser feito uma separação, não apenas em termos “Personagens Vivos” e “Tios Fantasiados”. É muito diferente...infinitamente diferente um Cosplay que vive de seus personagens, estuda sobre eles, cria e desenvolve, investiu em trajes e acessórios, oferece um trabalho experiente e de qualidade. Para aquele comprou uma fantasia no Mercado Livre e sai fazendo aniversários quase de graça!
Isso é algo que o cliente tem de saber e entender, todos os profissionais já passaram pela experiência de o cliente dizer que tem um que faz bem mais barato; muitos tem de baixar seus preços para competir em uma área diferente, sim diferente; é muito diferente os serviços dos exemplos citados acima. O valor que o primeiro exemplo gastou na fantasia não paga um simples reparo no traje do segundo exemplo; lembramos que crianças abraçam, agarram, puxam, sobem nas costas, em fem fazem a festa com os personagens. E é assim mesmo que deve ser, as crianças adoram isso! e os personagens vivos também adoram essa atenção delas (por isso tem essa profissão), mas isso pode causar danos ao traje.
Tudo isso deve ser levado em conta quando for cobrar por um serviço, e tudo isso deve ser passado ao cliente.
Quando o cliente falar:
- fulano cobra menos!
Mande uma foto de um evento seu, um link de seu álbum no facebook, e diga para ele comparar a qualidade. Na verdade em média todos em suas respectivas regiões do Brasil cobram praticamente a mesma coisa. Mas em todas as regiões têm os “Tios Fantasiados” que destoam dos preços e principalmente da qualidade. Gerando dificuldade em orçar com novos cliente, digo novos pois depois de contratarem uma vez um serviço de personagens Vivos de qualidade certamente não voltaram a contratar o de baixa qualidade.

Mas acho que era isso que eu gostaria de falar, a ideia é elevar a qualidade o máximo possível de nossos serviços; assim pensam os parceiros de Os Vingadores. Quando melhor o trabalho, melhor fica o mercado.